Patrocínio

Patrocínio

quinta-feira, maio 5

Agora é oficial: Mandato de Eduardo Cunha está suspenso.

Plenário do STF ratificou a decisão de suspender mandato de Cunha
Raramente o Supremo Tribunal Federal entre em consenso sobre algo, com raríssimas votações unanimes.  Hoje foi um dia desses raríssimos dias. Por 11 a 0 o Pleno do Tribunal ratificou a decisão tomada logo pelo Ministro Teori Zavascki de suspender o mandato do Deputado ( e Presidente da Câmara ) Eduardo Cunha. Ele segue com seu mandato preservado, mas nao manterá seus atos na Casa.

Como eu postara mais cedo, Zavascki desarmou um Golpe que estava em curso: o Rede - partido da petista verde Marina Silva, entrou com uma ADPF ( Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental ) pedindo a mesma coisa da Liminar que Teori concedera, com um detalhe nada sutil: pedia que TODOS os atos feitos por ele enquanto presidente fossem anulados. Sim, isso mesmo que o amigo entendeu: dentre os atos, é claro que está o do acolhimento da denúncia original do Impeachment de Dilma. Se tal ação prosperasse Dilma conseguiria escapar. Genial não?

Zavascki anteviu este movimento por parte do Presidente do STF, Ricardo Levandowski e do Ministro Marco Aurélio Melo e concedeu a Liminar e avisou que a Corte deveria tomar rapidamente uma decisão, o que de fato aconteceu agora a tarde. Como Cunha foi suspenso a ADPF pedida pelo Rede ficou, então, sem sentido. E ainda tem que acredite em Marina Silva e seus apoiadores...

Quem assume agora a Presidência da Câmara do Deputados é o Vice, Waldir Maranhão ( PP-MA ). Ele votou contra o Impeachment após ser - literalmente - comprado pelo Governo. Além disso ele também é investigado pela Operação Lava Jato e responde a 3 inquéritos. Gente da mais alta "qualidade". Enfim, o Congresso tem ao menos os 300 picaretas que Lula, quando se vendia como honesto - afirmava nos anos 80.

Com a queda de Cunha hoje e com a inevitável queda de Dilma na semana que vem, resta agora saber quando é que Renan Calheiros ( PMDB-AL ) vai ser defenestrado do cargo, de onde já foi obrigado a sair em 2007 e que só manteve o cargo com o aval de Lula... pois é, por isso é que todos os petistas ( e aliados ) não falam nada contra ele. Mas o dia dele também chegará. Lembrando que como Cunha não foi cassado e Maranhão apenas é um interino, quem assume Renan é passa a frente do maranhense na linha de substitutos ou, em outros termos, seria Renan o Vice-Presidente de Temer até que Cunha seja finalmente cassado. 

Muita água vai rolar por debaixo dessa ponte ainda, podem acreditar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário