Patrocínio

Patrocínio

segunda-feira, junho 13

Peru elimina time(??) da CBF...

Depois de 31 anos o time(??) de Dunga conseguiu perder pro Peru.
Neste domingo, 12, completaram 2 anos da abertura da Copa no Brasil, onde com um erro clamoroso de arbitragem o Brasil venceu a Croácia. E agora fomos eliminados pelo Peru da Copa América Centenário por 1x0 com um, claro, gol irregular. Qual a relação desses dois fatos? Simples: o Brasil não evoluiu nada neste meio tempo. Diria até que andou para trás.

Antes de mais nada: não usem o gol irregular como desculpa, porque na estreia diante do Equador uma falha tenebrosa salvou o time de Dunga da derrota. Os erros se sucedem de forma inacreditável na CBF, com 3 Presidentes em menos de 4 anos e várias decisões absurdas. A maior delas foi, para mim, devolver a Dunga o posto de Técnico da Seleção. Já disse aqui, mais de uma vez, que não existiria nada de errado se ele tivesse feito uma carreira de sucesso, comandando times a conquistas históricas. Acontece que entre o fiasco na Copa da África do Sul em 2010 e a sua volta - após o maior fiasco da história das Copas - ele comandou por míseros 10 meses o Internacional tendo vencido apenas o Gauchão. Ai não dá né?

O time que entrou em campo era ruim? Não, claro que não, mas o problema é a falta de padrão. Além do mais, assim como em 2010, Dunga ficou inerte na beira do campo após o fiasco se consumar em campo e, mesmo como tempo e substituições, ele nada faz. Hoje ele poderia ter mexido duas vezes e tinha boas opções ( Jonas e Ganso ) mas ele simplesmente não sabe o que fazer, porque nunca foi - nem nunca será - Técnico de Futebol. Só a CBF é que não sabe disso.

O time do Peru é limitadíssimo, mas seu treinador ( Ricardo Gareca que passou pelo Palmeiras ) foi ousado e mandou seu time para cima. Trocou meias por atacantes e foi premiado pela ousadia. Já Dunga tirou um dos melhores em campo, Gabriel, para colocar Hulk. 

O mais sensato seria Dunga ser demitido nesta segunda, de forma sumária. Mas sensatez é tudo o que não existe na CBF. Portanto...

Nenhum comentário:

Postar um comentário