Patrocínio

Patrocínio

quinta-feira, setembro 1

Tite estreia na Seleção com as bençãos de "Jesus"

Dupla de jovens atacantes foi o bastante para derrotar o ex-líder Equador...
Esqueçam o time engessado da segunda Era Dunga. Esqueçam também o time enfadonho do empatite. O time que entrou em campo sabia muito bem o que queria e quando o anfitrião não quis jogo, tomou conta da partida, venceu por 3x0 ( todos os gols na segunda etapa ) e poderia ter feito mais se caprichasse mais nas finalizações.

Claro que é preciso pontuar que o resultado largo veio quando o time equatoriano já estava com um a menos, mas o Brasil já vencia neste momento. O primeiro tempo não foi grandes coisas, não podemos esquecer, mas o time da casa jamais mandou na partida exceto os minutos iniciais ( quando poderia ter aberto o placar com duas arrancadas contundentes ), o time de Tite foi o senhor das ações.

Com o resultado o time chega aos 12 pontos e alcança - provisoriamente - a quarta colocação das eliminatórias. Poderá, caso Argentina e Chile vençam suas partidas enquanto escrevo este texto, voltar para a sexta posição mas mesmo assim não poderemos esquecer o quanto foi fundamental vencer esta partida fora de casa.

Falando dos atletas, é impossível não destacar a atuação de Gabriel Jesus, que sofreu o penalty e ainda fez 2 gols na sequência, ambos de grande beleza plástica. Também é preciso mencionar Neymar, que parece mais maduro e com um peso menor às costas depois do Ouro Olímpico. E para finalizar, teve Marcelo em atuação soberba, mostrando o quão errado estava Dunga, que o time limado do time.

Agora é encarar na terça a Colômbia de James Rodrigues e, quem sabe, até virar líder. O que para alguém que esteve - realmente - ameaçado de nem ir para a Copa é um feito e tanto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário