Patrocínio

Patrocínio

segunda-feira, maio 23

Romero Jucá é o primeiro membro do Governo Temer bem enrolado com a Lava Jato

Nem Jucá o que será dele depois da divulgação do grampo...
O Ministro do Planejamento Romero Jucá é o primeiro membro do Governo Temer e ter que dar explicações sobre rolos com coisas nada nobres: uma conversa sua foi gravada com Sérgio Machado, semanas antes da votação do Processo de Impeachment na Câmara dos Deputados. Nesta conversa, dentre outros assuntos, foi tratado como "delimitar" a ação da Operação Lava Jato, além de citar o nome do Senador Aécio Neves, como sendo o "primeiro a ser comido" na Operação.

Sérgio Machado, segundo apurou a Folha de SP, estaria negociando uma Delação Premiada e poderia inclusive ter gravado vários outros figurões da Republica. Romero Jucá deu uma entrevista onde não explicou muita coisa e deixou nas mãos do Presidente Michel Temer. Que precisa tomar uma decisão bem rápida: passar a ideia de um presidente que não tolera corrupção ou bancar a permanência de Jucá e ficar sangrando uma popularidade que ainda nem sabemos o patamar da mesma.

Parece-me claro que ele só tem uma alternativa: demitir Jucá e nomear - a partir de agora - uma pessoa que não tenha qualquer envolvimento com a Operação Lava Jato. Mas como fazer isso Flávio? Ora, que tal buscar alguém com PHd em Administração que nunca tenha sido político? Será que realmente inexistem pessoas assim?

Em tempo, é interessante notar que alguns que até bem pouco tempo eram contra o vazamento  de grampos, agora estejam louvando que essa conversa veio a tona. Eu, é bom salientar, sempre fui a favor. E sempre serei...


Nenhum comentário:

Postar um comentário