Patrocínio

Patrocínio

sexta-feira, junho 24

E o PSB vive uma turbulência como nunca antes

Ex-Governador Eduardo Campos saindo do avião que o matou...
Eduardo Henrique Accioly Campos. Um político que - para os mais jovens - tinha trajetória punjante, talvez até mesmo irretocável. Acontece que durante o Governo do avô Miguel Arraes ele se envolveu numa polêmica que ficou conhecido como "Caso dos Precatórios". Era o claro indício de algo ruim existia. Ele posteriormente foi inocentado pelo STF, após um acordo tenebroso numa CPI que também livrou a cara de Paulo Maluf, sim ele mesmo!!!

Ficou no ocaso até 2003, quando virou Ministro de Lula e pôs em prática a expansão das Escolas Técnicas - sim, foi ele - e renovou a pasta de Ciência e Tecnologia. Ficou em evidência e lançou-se candidato a Governador. Começou atrás, com 6% e terminou eleito no segundo turno com mais de 20% de frente sobre Mendonça Filho ( DEM ). Foi re-eleito com a maior frente de nossa história derrotando o então desafeto Jarbas Vasconcelos. Mas já ali existiam sinais, como por exemplo a Refinaria de Abreu e Lima.

Em 2013 ele lançou-se candidato a Presidente. Tinha, assim como em 2006, poucas intenções de votos mas ele contava com uma virada... que jamais viria. Tudo ruiu num dia 13 de Agosto, em Santos. E ai começaram, de vez, os problemas: de quem era o avião em que ele - e mais sete pessoas - perdeu a vida? Essa semana tivemos uma resposta, via Operação Turbulência: o avião fora comprado, supostamente, com dinheiro de propina. Que coisa não? E uma das peças chaves de todo o esquema foi encontrado, suspeitamente, morto em um motel, levando consigo tudo o que soubesse do esquema.

Eduardo Henrique Accioly Campos. Governador por 8 anos, que muito fez por Pernambuco, mas que agora - depois de morto - poderá ter sua vida manchada. Que a Justiça faça o seu trabalho sem intervenções e possa dar-nos a resposta a tudo isso que está em dúvida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário