Patrocínio

Patrocínio

terça-feira, março 29

E lá vem o Brasil descendo a ladeira...

Técnico(??) burro dá nisso, time na sexta posição entre 10...
Seleção Brasileira. Uma entidade do Futebol Mundial. Por vários anos ( entre 50 e algum ponto no início do século XXI ) foi temida e respeitada. Jogava contra os grandes e mostrava um belíssimo futebol. Acontece que de um tempo para cá os jogadores fora de série rarearam e a qualidade dos técnicos... bom, quando uma porcaria como Dunga assume em 2006 e volta em 2014 é porque estamos ferrados mesmo.

A Seleção Brasileira hoje é um arremedo do que um dia foi. Passar perto de tomar uma goleada da fraquíssima seleção do Paraguai é assustador. Tomar 7x1 da Alemanha foi tenebroso, todos sabem disso, mas ao menos era a... Alemanha!!! E o time só não levou outra goleada sonora hoje porque o time rival é 10 vezes pior que o nosso, cujo melhor valor é Roque Santa Cruz com trocentos anos!!!

Dunga deveria cair hoje. Mas não vai cair. E vai ficar ai até sabe-se lá quando. E o time da CBF está em sexto até aqui, com 9 pontos em 6 jogos, sendo que em 2002 na mais trágica campanha até aqui o time tinha 11 pontos. Abaixo as notas dos jogadores:
  • Allysson, 8. Outra vez evitou coisa pior, com direito a uma monstruosa defesa a queima-roupa. Se tem algo de bom nestes dois últimos jogos é ele ganhando cara de titular. Culpa nenhuma nos gols;
  • Daniel Alves, 5. Mais uma partida abaixo do que pode render, mas ao menos salvou o cargo do Técnico. Infelizmente, é claro;
  • Miranda, 5. Nem parece sombra daquele zagueiro do Atlético de Madrid;
  • Gil, 5. No mesmo nível do companheiro, mas vai ganhando rodagem que pode ser importante para o futuro;
  • Filipi Luiz, 3. Como pode este jogador ser titular da Seleção? Ah, o técnico(??) é o Dunga;
  • Luiz Gustavo, 4. Uma nulidade em campo. No primeiro gol do Paraguai estava olhando a jogada como se nada tivesse a ver com a jogada;
  • Lucas Lima, 5. No primeiro toque na bola colocou Ricardo Oliveira na cara do gol. E foi só;
  • Fernandinho, 4. Entrou mesmo em campo? 
  • Hulk, 5. Entrou para fazer o que mesmo? Brilha no seu clube, mas atuando do meio para a direita, não isolado na esquerda. Leva 5 pelo chute que originou o gol de Ricardo Oliveira;
  • Renato Augusto, 5. Tenta criar, mas a falta de qualidade do meio campo é terrível;
  • William, 5. Buscou o jogo mas carece de um companheiro melhor qualificado para ajudar na armação;
  • Douglas Costa, 4. De melhor jogador na Alemanha para apenas mais um. Também, nem tem diferenças entre Dunga e o Técnico do Bayern de Munique;
  • Ricardo Oliveira, 5. Mandou uma bola na trave, tentou, buscou, correu mas é jogador de passe, tabela não de lançamento, marcou um gol de puro oportunismo;
  • Jonas, 2. Nem teve tempo para fazer algo em campo.
  • Dunga, sem nota. Ele tem certeza de que é um ótimo treinador. A cada dia que passa menos pessoas acreditam nisso. Deveria cair pela inoperância do time nestas duas partidas. Mas ficará porque a CBF não quer trazer para si os holofotes e ele ficando a imprensa fala dele e esquece dos Dirigentes, praticamente todos metidos em falcatruas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário