Patrocínio

Patrocínio

domingo, novembro 13

Brasil vai até Lima para terminar o ano praticamente na Copa

Seleção Peruana tem sido um adversário mais difícil do que muitos podem imaginar
Quem acompanha o futebol mais recentemente - coisa de 15 anos - é capaz de rir com o que eu vou postar, mas o Peru já foi uma Seleção de relativa importância no cenário não apernas Sulamericano, mas até mesmo mundial. Esteve nas Copas de 30, 50, 70, 78 e 82 quando tinha mais participações do que Colômbia, Chile e Paraguai por exemplo. Em 1970 só não foram mais longe porque trombaram com o melhor times de todos os tempos e mesmo assim venderam caro a derrota por 4x2 contra os futuros campeões mundiais.

Claro que o vexame de 78 atrapalha, quando sofreram 6x0 para os donos da casa e até hoje pairam dúvidas sobre o que ocorreu no Mundial da Argentina. Em 82 fizeram mera figuração e nunca mais voltaram a uma Copa. Em 1994 foi que passaram mais perto, mas um gol do Paraguai no último minuto impediu que eliminassem a Argentina ( que tomara 5x0 em casa da Colômbia ) e ir para repescagem. 

Tenta agora voltar aos dias de glória, estando em sétimo na classificação atrás exatamente da Argentina. O problema será encarar o melhor time do momento no continente - e talvez até mesmo no mundo. A partida em Lima, portanto, representa muito para os peruanos, que recentemente tem dado muito trabalho para o Brasil: foram 6 vitórias em 10 jogos e 15x5 nos gols, com direito a vexame na Copa América Centenário ( derrota a qual nos fez muito bem, porque Dunga foi chutado de onde jamais deveria ter estado um dia sequer ). Até mesmo contra os argentinos temos números melhores.

Isso significa que o time comandando por Paolo Guerrero, jogador do Flamengo, vai vencer o Brasil na virada da terça para quarta? Não, mas mostra que os peruanos irão vender caro cada gol que o Brasil, por ventura, fizer. Cabe a Tite e seus jogadores tornarem fácil uma partida encardida e se aproveitar do desespero do time de Ricardo Gareca, ex-técnico do Palmeiras.

Com Neymar e Coutinho encontrando a sintonia e com uma defesa forte temos grandes chances de vencer e terminar o ano na liderança da classificação e praticamente classificada para a Copa. É o mais provável, mas com certeza não será fácil. Disso eu tenho certeza...

Nenhum comentário:

Postar um comentário