Patrocínio

Patrocínio

sábado, novembro 26

Morre o Ditador Fidel Castro aos 90 anos

El "coma"andante se foi. Não sem antes ter matado, ao menos, 120 mil cubanos...
Fidel Alejandro Castro Ruz. Este é o nome de um dos maiores Ditadores de todos os tempos. Proporcionalmente deve ter matado mais pessoas do que diversos outros nomes famosos na história. O seu publico alvo era bem reduzido, por isso que eu afirmo que ele está, com certeza, entre os maiores genocidas de nossa era. Fidel Castro morreu ontem às 22:29 horário local, em Havana, aos 90 anos. O anúncio foi feito pelo irmão Raul Castro, tão genocida quanto el "coma"andante. Fecha-se agora uma das mais cruéis e nefastas páginas da história mundial. 

Antes de falar do porque Fidel merece ser ( mal ) lembrado, vou falar de mim. Nasci em 1974, 15 anos depois de que Fidel, Che Guevara, Raul e cia tomaram o poder então Ditador Cubano, Fulgêncio Batista. Tinha todos os motivos para ser um esquerdista de marca maior, mas por algum motivo ( Divino, quem sabe ) jamais apeteceu-me a história da Ilha contra o Império do Mal, no caso Washington. Contudo eu sou, neste tocante, minoria. Para cada Flávio Vieira, infelizmente, existem diversos colegas que pregam que Cuba é o paraíso na terra. Mesmo que jamais queiram passar um dia por lá igual a um cubano comum. Quando querem, é como um Turista brasileiro, que pode ficar nos Hotéis de Luxo na Orla de Havana e comprar os caríssimos charutos cubanos, os melhores do mundo. Hipocrisia é, normalmente, o combustível-mor da esquerda. Adiante...

Fidel comandou com mão de ferro uma Ilha que, de fato, era pobre. Acontece que passados quase 60 anos, Cuba segue sendo um país pobre. Era um país que, na época em que ele tomou o poder, já era um dos mais alfabetizados da América Latina. E que hoje, artificialmente, não tem analfabetos, porque educação não é apenas a formal, inclui também cidadania e liberdade. E as duas últimas inexistem em Cuba. Antes de prosseguir, não posso deixar de lembrar "el porco fedorento":

Che e Fidel agora devem estar rindo ( ou chorando ) no inferno...
 Che, que não gostava de tomar banho tanto quanto gostava de matar pessoas, foi o responsável pelas execuções pós-golpe ( sim esquerdistas, eles deram um Golpe em 1959 ). Fazia pessoalmente a escolha de quem morreria naquele dia ou não. Tem até uma história nefasta: uma mulher o procurou para pedir que seu filho não sofresse. Che mandou buscar o jovem e perguntou se era aquele o filho da mulher. Esta, esperançosa, disse sim e Che deu um tiro na testa do jovem, diante da uma mãe atônita. Che então disse: "pronto, ele não sofreu". Não consigo pensar em algo mais asqueroso e desumano. Este é um dos ídolos de esquerdistas brasileiros, que de quebra odiava Gays, mas é adorado por estes por aqui. Leia este artigo e conheça o lado "obscuro" de Che. Voltemos a Fidel...

Fidel Castro, acreditem, não era Comunista quando jovem. Quem gostava disso era Raul, que assumiu o Governo com a saída de Fidel. Ele não achava coerentes as ideias. Uma vez no poder, as coisas mudaram e ele logo percebeu que as teses marxistas serviriam para controlar o povo. Não é possível falar de Fidel sem citar a crise do Mísseis, quando o mundo beirou a Terceira Guera Mundial. E que jogou Cuba no embargo comandado pelos EUA. Mas foi, justamente o Embargo, que salvou a Ilha: tudo o que os Cubanos não tem passou a ser atribuído ao império do mal

Ideal de Governo para os esquerdistas brasileiros, viver em Cuba é sofrido. E coisas básicas nossas por lá não existem ou não concedidos ao cubanos terem/usufruírem, como relata com muito propriedade este texto, do Site ILISP. Isso sem falar que muitos preferem deixar tudo para trás e arriscar o pescoço na travessia do Golfo do México para chegarem à Miami. Algo sem sentido, não é mesmo? Uma vez que, segundo os esquerdopatas brasileiros, tais cubanos vivem no paraíso? Porque sairiam do paraíso em terra para morarem no inferno ( no caso, nos EUA )? Claro que a resposta é mais do que óbvia... Duvidam? Vejam estas duas postagens da ex-atleta de Vólei Ana Paula:


Pois é, se uma multicampeã trocaria TODAS as glórias esportivas por liberdade, quem sou eu para criticar... mas tem mais, em 2007 durante o Panamericano dois pugilistas de Cuba ( Erislandy Lara e Guillermo Rigondeaux ) desertaram, com a intenção de ficarem por aqui e seguirem carreira profissional. O que fez o Governo do PT? Caçou os dois, prendeu-os e devolveu-os para o Governo Cubano, como um mimo para Fidel. Posteriormente eles conseguiram fugir do "paraíso".

Esta é a Ilha que Fidel deixou para seus conterrâneos. Esse é o legado dele. Agora que ele se foi, a Ilha fica dividida entre festa e lamento. Os dissidentes em Miami, claro, fizeram festa. Este escriba aqui diz que o mundo nunca precisou de figuras como Fidel Castro e, portanto, o mundo agora está muito melhor sem ele. Seu legado carrega o sangue de todos os cubanos executados pelo regime e dos que morreram na travessia fugindo do inferno que viver em Cuba. Ao contrário do que muitos dizem, mas eu nem ligo para o que a maioria pensa, como todos meus leitores já sabem a muito tempo... por fim, deixo um resumo nada leve do que foi Fidel:

Nenhum comentário:

Postar um comentário