Patrocínio

Patrocínio

segunda-feira, novembro 21

Na contramão do Setor, Banco do Brasil vai fazer pesada re-estruturação

Enquanto os grandes bancos se expandem, o BB vai se retrair. Porque?
Durante os anos Lula, e Dilma com menos ênfase, Banco do Brasil e Caixa vivenciariam uma artificial valorização. Eu digo artificial porque, agora, ambos estão vivendo a dura realidade que a política adotada pelos governos do PT impuseram. 

Ambos foram usados para fomentar a economia, forçando uma guerra pelos empréstimos consignados com os grandes bancos privados - Bradesco, Itau e Santander - e para incorporarem alguns dos poucos Bancos Estaduais que ainda existiam, como a Nossa Caixa Nosso Banco ( São Paulo ) ou o BESC ( Santa Catarina ) adquiridos pelo Banco do Brasil e o Panamericano que foi - em situação bem controversa - absorvido pela Caixa. Diversos analistas sinalizaram na época que o melhor era deixar que as grandes bandeiras comprassem estes bancos, mas por uma decisão de Governo os dois bancos fizeram essas aquisições, comprometendo ativos.

A Caixa foi a primeira a ter ventilada mudanças, quando no começo do seu efêmero segundo mandato pensou em Privatizar a Caixa, conforme comprova essa matéria da Agência Reuters Brasil. Devida a péssima repercussão, sobretudo entre os funcionários que vestiram vermelho em defesa do Banco, o plano foi deixado de lado. Embora o Governo Temer ainda pense nessa forma de angariar recursos.

Com o Banco do Brasil, contudo, o aperto vai mesmo sair do papel. O Conselho de Administração do BB aprovou ontem um Plano para reorganizar a instituição, com um conjunto de medidas todas na linha de cortes de agências e de funcionários. Segundo matéria da Veja, 379 Agências serão transformadas em Posto de Atendimento e 402 serão desativadas. Segundo fontes ligadas ao Governo, em cidades onde apenas o Banco atue as agências não serão fechadas. Além disso será lançado um Plano de Aposentadoria Voluntária, que pretende atingir cerca de 18 mil pessoas, que já possuem condições de aposentadoria. 

Sem falar que essas aposentadorias trarão um impacto imenso ao já combalida Fundo de Pensão dos funcionários. As medidas anunciadas pretendem gerar uma redução de quase 4 bilhões de reais. Isso mostra que a situação é pior do que fora noticiada até agora. E que os responsáveis ficam calados e não dão as caras. Esse é o pior de tudo.

Preciso pontuar que tudo isso seria feito mais cedo ou mais tarde. Apenas está sendo feito agora porque o PT deixou o poder, senão seria postergado pelo máximo de tempo possível. E isso é bom, porque com o Banco do Brasil, e a Caixa também, nosso bolso agradece porque não veremos recursos do Tesouro Nacional serem usados para cobrir rombos causados por má gestão. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário